Palmeira em Recife – Quarto Dia


Na segunda-feira, mais compras e oficinas na manhã. À noite, o Shacon nos convidou a participar da obrigação do Carnaval. Segundo ele, é preciso conhecer o lado religioso para entender realmente como é o maracatu da Nação Porto Rico. Após a cerimônia, fomos a Olinda acompanhar a Noite dos Tambores Silenciosos de lá, comandada pelo Mestre Afonso, na Nação Leão Coroado. Festa emocionante, em que encontramos alguns amigos e tivemos oportunidade de conversar melhor com a Dona Olga, da Nação Estrela Brilhante de Igarassu. Depois disso, cerveja, chuva e, claro, a difícil volta pra casa.

Com a Mãe Elda, após o banho de ervas

Indo a Olinda, encontramos o Aurélio com sua família no ponto!

Bate papo muito bacana com Dona Olga e Dona Emília

Mestre Afonso comanda a celebração na Noite dos Tambores Silenciosos de Olinda

O carinho entre os grandes expoentes do Maracatu

A sempre difícil volta pra casa II

Uma ideia sobre “Palmeira em Recife – Quarto Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *