Quinto dia – Igarassu

Na terça, o grupo rumou a Igarassu, cidade sede da Nação Estrela Brilhante de Igarassu. Tirando, por motivos óbvios, o Porto Rico, foi a nação com que mais tivemos contato, sempre por acaso. A qualquer lugar que nós fôssemos, lá estavam o mestre Gilmar, a Dona Olga e seus batuqueiros.
A cidade velha de Igarassu é uma das mais bonitas que há. Sem a badalação de Olinda, ela ainda conserva o ar tranquilo de cidade pequena. Uma jóia. Compramos instrumentos, vimos o mestre trabalhar neles, conversamos com a galera, conhecemos a sede (na verdade, o mestre Gilmar precisou arromba-la para isso) e viajamos de volta a Recife juntos. Delícia de passeio.

Início da viagem

Palmeira no Alto da Conceição


A arte do mestre

As crianças se divertem

Sede da Nação

Tio Bel tece suas histórias

A nem tão difícil volta pra casa


Dona Olga, requisitadíssima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *